Home ANAFISCO Criptomoedas no mundo: as criptos lançadas por prefeituras

Criptomoedas no mundo: as criptos lançadas por prefeituras

por ANAFISCO

Primeiramente, muito mais do que apenas uma forma digital de pagamento, as city coins podem ser usadas pelas cidades como títulos ou até mesmo como receita extra.

Criptomoedas são moedas digitais que não são controladas por nenhum governo que as torna um ativo descentralizado, justamente por não possuir alguém intermediando as transações.

Criptomoedas e a tecnologia Blockchain

As transações do universo cripto são registradas através da tecnologia blockchain, que nada mais é que uma espécie de livro de anotações. É através dessa tecnologia que podem ser rastreados o envio e recebimento de informações na internet.

Dessa forma, as criptomoedas podem ser utilizadas com inúmeros objetivos. Porém, o principal deles é servir como o dinheiro convencional para negociação, compra ou investimento.

Muitos investidores, inclusive, preferem criptomoedas justamente pela sua essência descentralizada e a facilidade de fazer transações virtuais sem as taxas bancárias.

Cidades com suas próprias criptomoedas

Quando se fala em city coins se fala sobre como as cidades podem se beneficiar da tecnologia das criptomoedas em favor das pessoas, melhorando sua qualidade de vida.

Exatamente por esse motivo que algumas cidades, pioneiras, buscaram formas de criar suas próprias criptomoedas, se tornando assim, um exemplo para o mundo.

 Miami, nos Estados Unidos: Miami foi a primeira cidade a ter sua própria moeda digital, a MiamiCoin, criada pela prefeitura em 2021.  A Miami Coin é a primeira CityCoin do mercado que qualquer pessoa poderá adquirir. 

  • Nova Iorque: A criptomoeda NYCCoin foi lançada pela CityCoins, a mesma empresa que fornece o MiamiCoin. O projeto utiliza o protocolo Stacks para habilitar contratos inteligentes e emitir suas moedas.
  • Niterói, Rio de Janeiro: O grupo de pesquisa City Coin Brasil desenvolveu uma iniciativa para a criação da Nite, uma moeda digital que recompensa os cidadãos em troca de ações positivas para a sociedade, tais quais responder a pesquisas de opinião, andar de bicicleta ou pagar seus tributos até o vencimento.
  • Viena, Áustria: A prefeitura da cidade de Viena em conjunto com a Universidade de Economia e Negócios de Viena tem desenvolvido uma moeda baseada em incentivos para ser concedida em troca de feedbacks ou outras ações. 
  • Seul, Coréia do Sul: A cidade criou a S-Coin Seoul e os residentes poderão recebê-los na forma de recompensas através do pagamento de tributos, participação em fóruns públicos de interesse da cidade e respostas a pesquisas de opinião.
  • Tel Aviv, Israel: A cidade de Tel Aviv implantou a criptomoeda Colu Tel Aviv com o apoio da empresa israelense Colu. 

E por último, Belfast, no Reino Unido, onde os cidadãos da cidade poderão acumular Belfast Coins como recompensa por reciclar seu lixo, comprar em estabelecimentos locais ou participar de atividades cívicas. 

Você também pode se interessar por

Deixar um Comentário