Home ANAFISCO Taiwan: Pais serão multados se não limitarem o tempo dos filhos nos eletrônicos

Taiwan: Pais serão multados se não limitarem o tempo dos filhos nos eletrônicos

por ANAFISCO

Os legisladores de Taiwan aprovaram a “Lei de Proteção e Assistência a Criança e ao Adolescente”, que permite o governo multar os pais cujos filhos menores de 18 anos usam aparelhos eletrônicos por longos períodos de tempo. A lei se assemelha às já aplicadas na China e Coréia do Sul, que visam limitar o número de horas em frente a telinha.

Citando preocupações com a saúde, o governo tailandês pode multar os pais em até $ 1595 ($ 50.000 de dólares tailandeses) se o uso de aparelhos eletrônicos pelas crianças “exceder o tempo razoável”, de acordo com a ETTV. Sob a nova lei, o uso excessivo dos eletrônicos será agora considerado um vício tal como fumar, beber e usar drogas.

A nova lei não especifica, no entanto, o número de horas. Dispõe apenas que os pais podem ser culpabilizados caso os filhos fiquem doentes, mental ou fisicamente, por utilizarem em excesso os aparelhos eletrônicos.

De acordo com o Kotaku, a reação da população até agora tem sido negativa – tal como seria em qualquer outro lugar -, uma vez que envolve a privacidade familiar.

Mas talvez a medida agrade a muitos pais. Estudos tem revelado que o uso excessivo de eletrônicos pode levar a problemas de concentração, comportamento, aprendizado, sono e obesidade. Muito tempo online pode até inibir a capacidade de reconhecer emoções, segundo um estudo da Universidade da Califórnia, em Los Angeles. E mesmo com todos esses riscos, o uso das tecnologias tem crescido mais e mais entre as crianças. Um estudo recente descobriu que as crianças de 8 anos norte-americanas passam, em média, 8 horas usando algum tipo de eletrônico; os adolescentes, por sua vez, tem a média ainda mais elevada: onze horas diárias. Em 2013, um estudo da Nickelodeon reportou que as crianças assistem 35 horas de tv por semana.

Quanto tempo deve uma criança usar um aparelho eletrônico? De acordo com a American Academy of Pediatrics, as crianças abaixo de 2 anos não deveriam ter acesso algum a eles. Já aqueles entre 3 e 18 anos deveriam usar até duas horas por dia.

Agora cabe ao governo taiwanês estipular como será feito o monitoramento e quantas horas são consideradas “razoáveis”.

Fonte: TIME

Você também pode se interessar por

Deixar um Comentário