Home ANAFISCO Servidores Públicos: governo adota teletrabalho em 13 órgãos

Servidores Públicos: governo adota teletrabalho em 13 órgãos

por ANAFISCO

O teletrabalho, que foi iniciado como medida emergencial durante a pandemia, trouxe resultados tão positivos, ao ponto de o Governo Federal adotá-lo em 13 órgãos para os servidores públicos.

A União decidiu manter o regime de teletrabalho para parte dos empregados, mesmo após a pandemia. Na lista de órgão que já possuíam o regime em andamento, havia a Receita Federal, Banco Central, AGU e CGU.

As regras do teletrabalho para o governo federal entrou em vigor em 1 de setembro de 2020. Somente no Ministério da Economia, as regras afetaram 40 mil servidores públicos.

O regime de trabalho em casa, segundo o governo, facilita a entrega de resultados e o aumenta da eficiência dos servidores. A medida trouxe uma economia de R$ 1,4 bilhão durante a pandemia.

A lista de órgãos que já autorizaram o teletrabalho permanente é a seguinte:

  • Ministério da Economia
  • Ministério da Cidadania
  • Ministério do Desenvolvimento Regional
  • Ministério de Minas e Energia
  • Secretaria-Geral da Presidência
  • Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)
  • Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq)
  • Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)
  • Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)
  • Agência Nacional de Mineração (ANM)
  • Agência Nacional das Águas (ANA)
  • Agência Nacional do Cinema (Ancine)
  • Agência Nacional do Petróleo (ANP)

Servidores públicos: regras para teletrabalho

Entre algumas regras para o teletrabalho, os servidores precisam estar cientes de que vão arcar com as despesas de internet, energia, telefone e outros semelhantes.

Não haverá banco de horas ou horas extras e cada órgão definirá quais atividades poderão ser realizadas em casa.

De acordo com o presidente do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), Rudinei Marques, ao Metrópoles, o teletrabalho deve ser mantido, já que deu bons resultados.

“Ocorre que parte dessa economia foi decorrente de custos assumidos pelos próprios servidores, como equipamentos, insumos, rede de telefonia, internet e energia elétrica”, alertou

O presidente da Fonacate alerta que é preciso encontrar soluções para esses pontos.

Fonte:https://www.direcaoconcursos.com.br/noticias/servidores-publicos-orgao-teletrabalho/

Você também pode se interessar por

Deixar um Comentário