Home ANAFISCO Quem vai operar voos de táxi-aéreo com eVTOLs no Brasil?

Quem vai operar voos de táxi-aéreo com eVTOLs no Brasil?

por ANAFISCO

O Brasil já é um dos protagonistas do mercado de Mobilidade Aérea Avançada (AAM, na sigla em inglês), muito devido ao ecossistema que está sendo criado ao redor da Eve Air Mobility, empresa do grupo Embraer, que está desenvolvendo um eVTOL, ou aeronave elétrica de decolagem e pouso vertical, e sistemas de gerenciamento de tráfego aéreo urbano (UATM, na sigla em inglês).

Como um dos principais players do mundo, a Eve acabou também atraindo diversos potenciais clientes nacionais. Não apenas com seu próprio eVTOL, mas também movimentando o mercado com a futura entrada de concorrentes que, inclusive, demonstram estar em estágios mais avançados de desenvolvimento de suas aeronaves.

Nesse cenário, o Brasil aparece como um dos principais futuros operadores de eVTOLs. Do que foi divulgado publicamente, o país poderá ter em breve 780 aeronaves voando pelas principais cidades. Isso leva em conta as cartas de intenção de compra assinadas com a Eve e também com outras duas empresas estrangeiras, a Lilium (Alemanha) e a Vertical Aerospace (EUA).

Esses quase 800 eVTOLs fazem do Brasil, no momento, o terceiro maior operador, ficando somente atrás dos Estados Unidos e da China. De certa forma, segue também o mercado atual de helicópteros, no qual o Brasil é um dos destaques mundiais, vide a cidade de São Paulo, com uma das principais frotas do mundo

Entre os futuros operadores nacionais de eVTOLs estão empresas ligadas ao setor da aviação, sejam companhias aéreas ou empresas de táxi-aéreo. Azul e Gol se destacam por ter o maior número de aeronaves encomendadas à Lilium e à Vertical Aerospace, respectivamente. Só as duas somam 400 eVTOLs. O restante do mercado, preenchido por empresas de táxi-aéreo, apostaram em parcerias com a Eve para viabilizar o ecossistema de AAM.

Ainda não há uma data precisa de quando os eVTOLs entrarão em operação no Brasil. Isso depende da maturidade do desenvolvimento das aeronaves e da certificação desses veículos. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) tem fechado parcerias com congêneres estrangeiros para acelerar esse processo. Enquanto isso, os futuros operadores se organizam para decolar com esse mercado. Veja abaixo quem serão os protagonistas do setor no Brasil.

Avantto

Fabricante: Eve
Número de aeronaves: 100

Azul

Fabricante: Lilium
Número de aeronaves: 220

Flapper

Fabricantes: Eve e Jaunt
Número de aeronaves: 50

FlyBis

Fabricante: Eve
Número de aeronaves: 40

Gol

Fabricante: Vertical Aerospace
Número de aeronaves: 250

Helisul

Fabricante: Eve
Número de aeronaves: 50

Voar

Fabricante: Eve
Número de aeronaves: 70

Você também pode se interessar por