Home ANAFISCO Que cidade você quer no futuro?

Que cidade você quer no futuro?

por ANAFISCO

A maioria das pessoas é movida pelo idealismo. Enquanto não reconhecemos ou expressamos nossos pensamentos, sonhamos, desejamos e vivemos de acordo com certos ideais. Alguns são individuais, outros são coletivos, mas é sempre uma utopia. O sonho de querer mudar e vivenciar um objetivo distante, como morar em uma cidade diferente da que temos hoje.

Nesse sentido, vale fazer a pergunta: que tipo de cidade você quer no futuro? Neste post, mostraremos as opiniões gerais sobre esse assunto. São informações valiosas porque auxiliam os gestores públicos a tomar decisões estratégicas a partir dos desejos da população. Veja!

Erradicação da pobreza

Além da injustiça, a pobreza crescente afeta a integridade das pessoas e cria desigualdades que impedem o crescimento econômico.

As principais causas da pobreza, como o desemprego e a exclusão social, também levam à desnutrição e à falta de acesso à educação. Tudo isso aumenta as tensões sociais e alimenta conflitos de todos os tipos.

Portanto, a erradicação da pobreza é um dos principais desafios da gestão pública para garantir uma cidade livre da fome e de todas as consequências desse problema.

Soluções sustentáveis e adequadas ao meio ambiente

Trabalhar com soluções sustentáveis ​​é, sem dúvida, uma estratégia inteligente para a administração pública, seja municipal, estadual ou federal. Além de economizar e conservar os recursos naturais, escolher ações adequadas ao meio ambiente é uma forma de demonstrar que a gestão pública investe em práticas conscientes e respeita a vida das gerações futuras.

A sustentabilidade inclui práticas que visam integrar aspectos econômicos, sociais e ambientais. Além de proteger o meio ambiente, o conceito é comumente adotado pelas organizações para melhorar sua imagem junto ao seu público-alvo. No caso da administração pública, o público-alvo é a sociedade.

Para que a administração pública seja sustentável, os gestores públicos devem apresentar soluções que realmente ajudem o meio ambiente e a sociedade. Algumas ações que podem ser tomadas são: usar energia limpa, reciclar e reutilizar a água.

Mais saúde para a população

Quanto mais investimentos em ações de saúde para diagnosticar doenças mais rapidamente, maior a chance de que os pacientes sejam totalmente curados com menos esforço, o que levará a uma melhor qualidade de vida.

A saúde promove o desenvolvimento econômico e nacional e é uma parte importante da equidade social. Portanto, para o desenvolvimento do país, é preciso investir em inovações em saúde ​​para garantir que as cidades do futuro sejam mais acolhedoras e saudáveis.

Mais educação para a população

O investimento em educação de qualidade é importante por vários motivos. Por exemplo, está diretamente relacionado à capacidade de produção industrial de um país, pois terá mão de obra qualificada para executar projetos ambiciosos e de grande complexidade técnica.

Além disso, investir em educação é o caminho mais rápido para um país alcançar uma melhor qualidade de vida no futuro, garantindo assim as cidades que as pessoas desejam.

Mais oportunidades de emprego

O emprego poderia fornecer uma solução sustentável para os problemas associados à desaceleração do crescimento e ao rápido aumento da desigualdade econômica no país. Essa é a maneira mais rápida de reduzir a desigualdade econômica e social.

A falta de emprego está associada à piora na distribuição de renda, que afeta a qualidade de vida de milhões de pessoas que já vivem à margem da sociedade sem acesso aos bens de consumo e serviços que garantem sua sobrevivência.

O crescimento cria empregos e os empregos impulsionam o crescimento. Um fortalece o outro. Mais e melhores empregos são o que as cidades do futuro precisarão para fornecer às suas populações para que possam ter uma boa qualidade de vida.

Respeito às diferenças e um ambiente pacífico para se viver

O bom senso recomenda respeitar as diferenças, sejam elas quais forem, como crenças, valores e religião. Por exemplo, respeito não é impor nossa vontade e visão de mundo aos outros.

Da mesma forma, proporcionar um ambiente saudável e de diálogo por meio da comunicação aberta, e agir com firmeza em situações que violem o direito dos outros de existir e de ter seus valores respeitados.

Respeitar as diferenças é também uma forma de promover a integração de determinados grupos sociais. Isso é crucial para gerar aceitação e a crença de que os outros são tão importantes quanto qualquer um de nós.

Ao promover campanhas que aumentem a consciência social e o respeito à diferença, a administração pública pode construir uma cidade onde as pessoas se sintam confortáveis ​​e felizes.

Compreender as aspirações primárias da população é essencial para que os gestores públicos planejem suas decisões, com o objetivo primordial de construir uma cidade que proporcione mais saúde, educação, emprego e renda que garanta qualidade de vida.

Participe comentando outros tipos de conteúdo você deseja ler. Com isso, poderemos planejar a criação de posts que garantirão que você consiga atingir seus objetivos de gestão pública rapidamente.

Fonte: Grupo Editores do Blog.

Você também pode se interessar por

Deixar um Comentário