Home ANAFISCO O que estudar para concurso público de prefeituras?

O que estudar para concurso público de prefeituras?

por ANAFISCO

Os concursos públicos de prefeituras são muitas vezes colocados em segundo plano por pessoas que buscam uma vaga em um cargo público. Devido aos salários atrativos, as seleções nas esferas estadual e federal tendem a ser mais requisitadas, e as boas oportunidades em municípios são desperdiçadas.

O Brasil tem 5.570 municípios distribuídos entre os 26 estados. São cidades que precisam preencher cargos de todos os níveis de escolaridade em secretarias, câmaras e as próprias prefeituras. E para contratá-los é necessário abrir concursos públicos.

Isso posto, trago neste artigo algumas dicas sobre o que estudar para concurso público de prefeituras. Assim, os interessados abrem o caminho para uma nova direção que pode fazer diferença no seu futuro profissional e financeiro.

Antes de falar do conteúdo propriamente dito, estão elencados abaixo alguns dos cargos mais conhecidos em concursos de prefeitura, por nível de escolaridade:

  • Nível fundamental: Agente de Limpeza Urbana, Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Mecânico, Merendeira, Motorista, Operador de Máquinas, Pedreiro, Telefonista e Vigia
  • Nível médio: Agente Administrativo, Agente Comunitário de Saúde, Agente de Combate a Endemias, Fiscal de Obra, Fiscal de Renda, Guarda Civil Municipal, Secretário Escolar, Técnico de Enfermagem, Fiscal Sanitário e Técnico em Segurança do Trabalho
  • Nível superior: Advogado, Analista de Tecnologia da Informação, Contador, Controlador Interno, Enfermeiro, Fiscal de Tributos, Médico, Procurador, Professor e Tesoureiro
  •  

Ao analisar a quantidade de questões, em um quadro geral, dos concursos de prefeituras, é possível observar a proporção da cobrança nas provas. Dados coletados na plataforma do Qconcursos mostram que as provas dessas seleções tendem a ser maiores para cargos que exigem ensino superior completo, seguido de ensino médio e, por fim, os cargos de nível fundamental.

Como observado acima, há diversidade nos cargos oferecidos em seleções de municípios, assim como nos estados. Dessa forma, os conteúdos cobrados nas provas também serão diversificados, não só pelos requisitos da função, como também pelo nível de escolaridade e pela banca organizadora, já que cada uma tem suas particularidades para a elaboração das provas.

A prova para Coveiro, por exemplo, não cobrará as mesmas disciplinas de uma seleção para médico. Mesmo que os dois façam a prova de Língua Portuguesa, o nível de dificuldade e, às vezes, a quantidade de questões serão diferentes.

Quais disciplinas que mais caem em concursos?

Algumas disciplinas costumam aparecer em todas as provas de concursos públicos. É o caso de Português, Matemática e Raciocínio Lógico, que estão presentes na maior parte das seleções para nível fundamental, médio/técnico e superior. Além disso, algumas prefeituras tendem a trazer questões relacionadas à história do município e a atualidades.

Em Português, os conteúdos mais abordados são compreensão e interpretação de textos, acentuação gráfica, emprego da crase, pontuação, concordância verbal e nominal, sintaxe e regência verbal. Já em Matemática, há questões sobre porcentagem, aritmética, equações de 1º e 2º graus, regra de três e geometria, entre outras.

Outra disciplina que vem aparecendo em editais com maior frequência é Informática, que visa avaliar conhecimentos de, por exemplo, sistemas operacionais, editores de textos e de planilhas, softwares e internet.

Certas funções têm singularidades da área em que estão inseridas. Logo, a seleção também vai avaliar os conhecimentos específicos que o cargo exige, especialmente em provas de níveis médio e superior, trazendo questões de matérias relacionadas à área de formação do candidato. Nessa parte da prova entram disciplinas como Noções de Saúde Pública (concursos da área da Saúde), Legislação Municipal, Legislação de Trânsito (Guarda Municipal), Pedagogia (Educação), Direito Constitucional e Direito Administrativo.

A disciplina de Direito Constitucional tende a abordar assuntos relativos a constituição, poder constituinte, princípios fundamentais, direitos e garantias fundamentais, organização do Estado, administração pública, organização dos poderes do Estado, controle concreto e abstrato de constitucionalidade do direito municipal, finanças públicas e ordem econômica e financeira.

Já as questões de Direito Administrativo trazem atos administrativos, processo administrativo, serviços públicos, intervenção do Estado na propriedade e licitações.

As disciplinas mencionadas acima são só uma parte dos temas cobrados na prova objetiva e na prova discursiva dos certames. Por isso, é fundamental que o candidato leia o edital do concurso público para saber quais disciplinas estão dentro do conteúdo programático do processo seletivo. O edital ainda está previsto? Estude a partir dos concursos anteriores para não perder tempo.

A organização e a rotina devem ser levadas em consideração, pois também são peças-chave na preparação para concursos públicos, sejam eles municipais, estaduais ou federais. Avalie qual é a estratégia que melhor se encaixa no seu perfil e monte um planejamento, respeitando a rotina de estudos.

Um método que pode estimular a preparação é estudar as teorias por meio de cursos online e, claro, resolver questões de provas anteriores. No entanto, não se esqueça de estudar sobre a cidade na qual irá prestar o concurso, principalmente se não for morador, e esteja em dia com os acontecimentos atuais para não ficar perdido em uma prova de Atualidades.

Por fim, mas não menos importante, fique atento à data da prova e comece a estudar o quanto antes.

Leia mais: como passar em um concurso público

Fonte: https://www.qconcursos.com/artigos/o-que-estudar-para-concurso-publico-prefeitura?utm_source=telegram&utm_medium=social&utm_campaign=nutricao-trafego-artigo&utm_term=traffic-channels&utm_content=dica-de-estudo

Você também pode se interessar por

Deixar um Comentário