Home ANAFISCO Desenhos de alunos de escolas municipais ilustrarão os carnês do IPTU 2023

Desenhos de alunos de escolas municipais ilustrarão os carnês do IPTU 2023

por ANAFISCO

Por meio do projeto piloto Educação Fiscal nas Escolas, executado pela Prefeitura de Londrina, desenhos feitos por três alunos do 5º ano do Ensino Fundamental de escolas municipais vão ilustrar a capa dos carnês do IPTU 2023. Os desenhos retratam a reversão dos tributos em políticas públicas, em áreas como educação, assistência social e saúde. Eles foram selecionados por meio de um concurso, realizado com alunos de 5º anos de 20 escolas municipais.

a

Desenho premiado de Ana Luiza. Foto/reprodução: Emerson Dias

O projeto visa levar educação fiscal para as escolas, para promover a conscientização das crianças do 5º ano sobre o tema. Ele é resultado de uma parceria entre as secretarias municipais de Fazenda, Educação, Governo, através da Escola de Governo, e Chefia de Gabinete.

Para que as crianças fizessem o desenho, a Prefeitura elaborou e distribuiu um vídeo para os alunos, contendo diversas informações sobre os tributos e a sua reversão em políticas públicas, e outro para os professores, que foram os disseminadores e aplicadores do projeto. “Tiveram acesso a esse material, que destacou a necessidade de exercer a cidadania em sua plenitude, 20 escolas. Todos os desenhos atenderam a meta, mas três foram vencedores”, contou o secretário municipal de Fazenda, João Carlos Barbosa Perez.

Para o ano de 2023, estão esperados cerca de 290 mil carnês de IPTU. Cada carnê terá um dos três desenhos vencedores. Os estudantes que venceram foram: Ana Luiza de Melo Mazetti, da Escola Municipal Carlos Kraemer, do professor Yuri Kawahigashi Andrade; Kimberlly Kawabata da Silva, da Escola Municipal Professor Leônidas Sobrino Porto, da professora Elizabete Aparecida Garcia Ribeiro; e Davi Fernandes Souto, da Escola Municipal Aristeu dos Santos Ribas, da professora Dionicléia Machado Alvares. Cada estudante recebeu um prêmio que foi entregue hoje (20), na abertura do Londrina Mais, no Parque Ney Braga.

a

Desenho feito por Davi. Foto/reprodução: Emerson Dias

Davi Fernandes Souto, de 11 anos, um dos alunos vencedores, se disse surpreso e feliz em ter sido um dos premiados. Em seu desenho, ele retratou a reversão dos tributos para o investimento em hospitais, escolas, estradas, asfalto e para acabar com a fome dos brasileiros. “Estou muito feliz e satisfeito, pois eu não sabia que eu iria ganhar, já que havia muitos desenhos ótimos na minha sala”, expôs.

a

Trabalho artístico de Kimberlly Silva. Foto/reprodução: Emerson Dias

O idealizador do projeto piloto foi o diretor de Tributação Imobiliária, Fábio Tanno. Segundo ele, o objetivo da iniciava é levar, ao conhecimento das crianças, a importância da função socioeconômica do tributo, esclarecer onde os valores arrecadados são aplicados e a necessidade da participação de cada cidadão junto ao poder público. “Queremos contribuir para formar um cidadão mais consciente, que possa exercer a cidadania em sua plenitude”, explicou.

Para o chefe de Gabinete, Moacir Sgarioni, a educação fiscal nas escolas forma cidadãos capazes de compreender a função social dos tributos. “Também possibilita que as crianças entendam a importância de acompanhar a aplicação dos recursos públicos. Nós ficamos muito satisfeitos com o resultado dos trabalhos, que em breve serão vistos pelos contribuintes, em seus carnês de IPTU”, ressaltou.

Com informações do N.Com. 

Você também pode se interessar por

Deixar um Comentário